parque do trote

  • local:

    São Paulo, SP
  • data do projeto:

    2008
  • área total de intervenção:

    7.915,04 m2
  • edificações:

    Baias, Serviços, Portaria, Museu, Mirante e Caixa d'água

O Parque do Trote resultou da união do Parque da Vila Guilherme com a área restante da Sociedade Paulista de Trote, constituindo um conjunto de áreas livres e edificações criadas para atender, no seu início, as necessidades da Sociedade Paulista de Trote. Com as desapropriações, foi transformado em parque público ligado à Secretaria do Verde e do Meio Ambiente, tendo sido tombado como patrimônio histórico pela Secretaria Municipal de Cultura. É o primeiro parque da cidade adaptado para pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida.

Diante de tal conjunto, ainda que não portador de qualidades estéticas ou técnicas memoráveis, mas mesmo assim reconhecido como um registro histórico fundamental da ocupação desta área da cidade, optamos por manter e recompor as suas características exteriores básicas, intervindo do modo mais discreto possível, buscando oferecer as soluções técnicas necessárias aos novos usos, porém dentro de um espectro de opções condicionado por suas limitações intrínsecas.

NOVOS USOS DAS EDIFICAÇÕES

Baias
Abrigará uma EMIA (Escola Municipal de Iniciação Artística) com 1985,50m²; Equipamentos comerciais, como lanchonete, livraria e floricultura com 663,75m²; LABORE (Centro de Reintegração de Pessoas Portadoras de Necessidades Especiais) com 1587,25m² e Ecoterapia – Utilização de cavalos para aplicação de terapias de auxílio à recuperação de PPNE com 594,50m².

Arquibancada
Voltará a ter cobertura e bancos de madeira para ser utilizada em apresentações na pista ou simples lazer e proteção contra intempéries.

Bilheterias e Edifício Lousa
Serão utilizados para a instalação de sanitários/ vestiários para funcionários e usuários do parque, além de depósitos e oficina.

Praça de Ginástica
Praça delimitada pelo edifício lousa e pelas bilheterias com instalação de aparelhos de ginástica especiais para pessoas portadoras de necessidades especiais, idosos e crianças.

Museu
Espaço para exposições temporárias e permanentes.

Caixa d’água
Além de recuperação do reservatório de água existente, o edifício será adaptado para abrigar posto policial.

Torre de Controle
Será utilizada como mirante para os usuários do parque.

Lavadouro de Cavalos
Local com cascata para banho público.

  • local:

    São Paulo, SP
  • data do projeto:

    2008
  • área total de intervenção:

    7.915,04 m2
  • edificações:

    Baias, Serviços, Portaria, Museu, Mirante e Caixa d'água
voltar ao topo